Umidade: Dicas para controlar e evitar prejuízos ao cultivo indoor

 Em Dicas de Cultivo

O controle da umidade é uma das rotinas importantes para garantir o desenvolvimento de uma planta no cultivo indoor. É possível dizer que a planta possui um nível de tolerância em relação à umidade. Com excesso chegará um ponto em que o crescimento será estagnado e a planta não dará resultados na colheita, apresentando flores mal formadas e mofadas. Por isso o controle é tão importante.

A preocupação com a umidade deve existir em dois momentos:

– Na escolha do local do cultivo; e

– Na rotina de regas adotada.

Ambos são fatores determinantes para o controle de umidade. Um local muito úmido e sem ventilação certamente resultará num grow com grande umidade. Por isso, é sempre recomendado que o local escolhido para o cultivo seja seco, arejado e com sistema de ventilação também para evitar que a umidade possa prejudicar as plantas.

Com relação à rotina de regas, o ideal é que ela seja planejada. Para isso, deve-se levar em conta as condições climáticas de cada localização. Em regiões que tenham clima quente e baixa incidência de chuvas, as plantas precisam de mais regas. Mas se sua cidade for muito chuvosa, obviamente, as regas devem ser menos frequentes para que o excesso de água, somado ao clima úmido, não coloquem suas plantas em risco.

Umidade demais causa prejuízos

Quando uma planta é submetida a umidade demais – seja pelo local onde está sendo cultivada, seja pelo excesso de água na rega -, ela sofre três prejuízos principais:

1 ) Quando os substratos e os solos ficam muito úmidos eles se tornam prejudiciais para o crescimento das raízes das plantas. As raízes precisam respirar e demandam por oxigênio e com o excesso de água elas literalmente se afogam.

2) A umidade em excesso no ambiente de cultivo, provocada pela alta umidade do ar dentro da estufa, é um fator que contribui para o surgimento de pragas, principalmente fungos.

3) Por fim, o maior prejuízo está relacionado justamente à presença dos fungos no cultivo: eles são os responsáveis por acabar com uma colheita inteira, resultando em flores mofadas, com odor desagradável e inaproveitáveis.

Como prevenir os problemas com umidade

Para prevenir os problemas com a umidade, verifique sua rotina de regas. Faça sempre o teste do palito de madeira, que deve ser introduzido no substrato até alcançar as partes mais profundas onde estão as raízes. Regue a planta apenas se a ponta do palito sair seca. Cuide para não regar sem necessidade.

É imprescindível a instalação de sistemas de exaustão e ventiladores no grow. Isso ajuda tanto no controle da umidade quanto na renovação do ar dentro da estufa, o que também contribui para o bom desenvolvimento das plantas, trazendo sempre um novo aporte de oxigênio.

Uma outra medida preventiva é ter uma rotina de controle da umidade do ar dentro da estufa. Você pode fazer isso usando medidores de temperatura e umidade específicos, que você encontra à venda na Green Power. Confira nossas sugestões:

Termo Higrômetro

Medidor multifunção, mede temperatura e umidade e é ideal para uso em estufas de cultivo indoor. 

Medidor digital 4 em 1

Medidor digital de pH para solo e que mede também umidade, luminosidade e temperatura. 

Medidor 3 em 1

Ideal para medir o pH, umidade do solo e luminosidade.

Para ajudar você a ficar de olho no surgimento de fungos, que pode ser um sinal de umidade em excesso, a Green Power possui ferramentas ideias para essa tarefa, como o Microscopio Mini LED.

Além disso, a Green Power pode ajudar você a planejar o controle da umidade desde antes do início do cultivo indoor. Você pode começar colocando argila expandida no fundo do vaso, antes de preencher com substrato, pois ela ajuda a escoar o excesso de água das regas. E depois usar um substrato leve. Caso seu grow esteja em uma região muito úmida é recomendado produzir um substrato rico em perlita, evitando o uso de vermiculita.

Deixe um Comentário

Start typing and press Enter to search