Raízes no cultivo indoor: Importância, cuidados e erros comuns

 Em Dicas de Cultivo, Dicas Green Power

As raízes não ficam à mostra, mas nem por isso podem ser esquecidas ou ignoradas. Muito pelo contrário. Estão no centro das atenções quando falamos de vasos, substratos, rega e nutrientes, o que reforça a influência que exercem no desenvolvimento da planta.

Você sabe tamanha a importância que as raízes têm para uma planta?

A gente te conta.

À medida em que as raízes no cultivo indoor crescem e se desenvolvem, todas as partes da planta que estão acima do solo (as chamadas “partes aéreas”) também podem crescer nas mesmas proporções. Para entender melhor, que tal um exercício?

Olhe para sua planta.

O que você consegue ver acima da linha do solo-substrato (folhas, galhos, ramos…) é como se fosse um espelhamento do que há embaixo da terra, no caso, as ramificações das raízes. Se tudo está ok na parte de cima é porque as raízes estão fazendo bem seu trabalho na parte de baixo. Uma planta em crescimento só formará novos ramos e folhas se suas raízes também encontrarem condições de crescimento. Afinal, são as raízes que irão suprir as necessidades de água e nutrientes para a formação das novas estruturas da planta.

Por isso é tão importante que as raízes no cultivo indoor estejam bem desenvolvidas, com espaço e condições adequadas para ramificação e crescimento. Isso fica evidente na planta que vemos crescendo em nosso jardim. Vem daí o papel de protagonista que as raízes têm no desenvolvimento de uma planta. E desde muito cedo, ainda no início do cultivo.

Quando uma semente germina a primeira estrutura vegetal que se faz notar é a radícula, aquele “narizinho” que aponta primeiro saindo da semente. A radícula é o primórdio da raiz. Ela é a primeira estrutura de uma nova planta em desenvolvimento justamente devido à sua importância para o vegetal.

A raiz confere sustentação, fixando a planta no solo ou substrato. E passa a ser o meio de absorção de água e nutrientes, além de possibilitar o transporte desses elementos até as partes mais altas das plantas (folhas e flores). Para algumas plantas, as raízes podem ainda ter função de armazenamento de reservas nutricionais, como no caso do aipim e da cenoura, por exemplo.

Cuidados para que raízes se desenvolvam

Em resumo, diante da importância das raízes para as plantas, são três os cuidados principais que devem ser tomados pelo dono do cultivo.

O primeiro é garantir um meio adequado para que as raízes no cultivo indoor se desenvolvam. Importante optar por um substrato leve, poroso e bem aerado para facilitar o crescimento das raízes.

O segundo é ter atenção na irrigação e nunca regar em excesso ou permitir acúmulo de água no vaso. As raízes precisam de oxigênio e se ficarem encharcadas literalmente irão morrer “afogadas”.

E o terceiro cuidado é garantir o aporte ideal de nutrientes e de água em condições favoráveis de realizar essa absorção. Afinal, a principal função das raízes está justamente na absorção destes dois elementos e no seu transporte para outras partes da planta.

Mas há outro cuidado importante que merece destaque quando falamos em raízes: a escolha do vaso.

Começa pelo tipo do material do qual o vaso é composto. Os de plástico costumam ser o mais comum, mas já recomendamos no blog o uso dos de feltro por causa dos benefícios que sua composição traz para as raízes como melhor aeração e melhor drenagem.

Além do tipo de material, o formato do vaso também precisa ser observado. É necessário considerar que a radícula, que primeiro cresce a partir da semente, irá crescer em profundidade em direção ao fundo do vaso/canteiro, uma característica chamada de “enraizamento axial”, ou seja, a raiz principal alonga-se em profundidade, como um eixo (cabendo aqui a ressalva que essa é uma característica notada apenas no grupo das plantas dicotiledôneas). A partir dessa raiz é que se formarão as raízes laterais e pêlos radiculares.

Por isso, o formato do vaso escolhido poderá facilitar ou atrapalhar essa característica de crescimento das raízes. Isso poderá ocorrer porque se não encontram espaço suficiente as raízes tendem a crescer em círculos, formando emaranhados e esgotando rapidamente os recursos presentes.

Neste caso, uma dica importante é manter a fase de crescimento da planta em vasos pequenos mas profundos ou vasos de tamanho médio e mais tarde, quando chegar a hora de florir, fazer o transplante das mudas para vasos maiores. Nesse momento pode-se aproveitar a troca de vasos para incrementar o substrato, preparando-o para a florada. Ao encontrar um novo ambiente, com solo renovado, se bem fertilizado, o crescimento das raízes e, consequentemente, da planta em si será explosivo.

Como corrigir os erros mais comuns em relação às raízes no cultivo indoor

Podemos citar dois erros mais comuns cometidos em relação às raízes no cultivo indoor:

1) Excesso de água

Água além do necessário faz com que as raízes não consigam respirar. E como citado acima, as raízes precisam de oxigênio afinal elas também respiram, se estiverem imersas em água obviamente elas não conseguem respirar (salvo em algumas espécies de planta que são adaptadas à áreas alagadiças).

2) Solo ou substrato compactado

Aqueles torrões de terra, compactação causada pela escolha inadequada do substrato, e uso de terra argilosa são fatores que causam um atraso ou até mesmo impossibilitam o desenvolvimento das raízes, que precisam de um meio favorável, aerado e poroso para poderem ramificar e alcançar cada vez mais nutrientes.

Para corrigir o problema da água em excesso, basta seguir uma rotina de cultivo e prestar atenção às regas. Lembre sempre do teste do palito de picolé! No caso do solo compactado, é preciso ser ágil na correção e fazer o transplante da planta para um meio mais adequado, tomando medidas como o uso da perlita, por exemplo, entre outros cuidados com o substrato que evitam a compactação dos solos.

Aprenda a identificar alguns problemas mais comuns que podem afetar as raízes

Problema observadoCausas
Planta com baixo crescimento das raízes.Deficiência nutritiva, falta de espaço para crescimento das raízes, compactação do substrato/terra.
As raízes ocupam todo o espaço do vaso e passam pelo buraco de drenagem. A planta fica com aspecto murcho e produz apenas folhas.Vaso muito pequeno.
Planta com raízes machucadas, quebradas ou rachadas.Ataques por pragas, como Nematóides, larvas de insetos.

Quer saber mais sobre cuidados com as raízes? Entre em contato.

 

Start typing and press Enter to search