Conheça as PIORES práticas relacionadas ao uso de fertilizantes

 Em Dicas de Cultivo, Dicas Green Power

Ninguém está livre de cometer erros quando decide investir em um cultivo indoor. Tanto o cultivador iniciante e até o mais experiente estão sujeitos a “vacilar” em algum momento e por diferentes circunstâncias. Por exemplo, um erro pode ocorrer porque se decide usar outro produto e não o mais indicado para aquela planta ou para o estágio em que ela se encontra. Ou o dono do cultivo viaja e esquece de planejar como ficará a rega durante sua ausência. Se por um lado, o resultado provocado por um “vacilo” possa ter poucas chances de ser revertido, por outro é possível prevenir e evitar erros que ocorrem com mais frequência, garantindo assim que o cultivo siga sem maiores dificuldades. Para exemplificar, listamos as PIORES PRÁTICAS que são cometidas em relação ao uso de fertilizantes. Para cada erro, apresentamos sua causa e suas consequências, mas também dicas para evitar que ocorra.

Achar que fertilizante é tudo igual

Não, fertilizante não é tudo igual. Tem suas diferenças quanto à composição e quanto ao período em que devem ser usados. Para começar, os fertilizantes encontrados no mercado, inclusive na loja da Green Power, são em duas formas: orgânica e não-orgânicas.

Os nutrientes orgânicos podem vir do composto, compostagem, estrume de animais (guanos) e de minerais refinados no solo. Esses nutrientes são liberados lentamente no solo quando aplicados e não estão prontamente disponíveis para a planta absorver. Isso faz com que os nutrientes orgânicos sejam mais seguros para aplicar nas plantas, principalmente se o cultivador é iniciante já que o risco de causar overfert ou superdosagem é mínimo.

Já os nutrientes não-orgânicos levam uma carga bem maior de elementos químicos e, portanto, um erro na dosagem pode resultar em estragos no jardim. Por causa da resposta mais lenta de um nutriente orgânico no crescimento e desenvolvimento da planta, o cultivador pode ser induzido ao erro. Ou seja, ele pode acreditar que não está aplicando fertilizantes suficientes, e assim passa a aplicar outros produtos causando o overfert. A dica é ter paciência e aguardar a resposta da planta, o que não acontece de uma hora para outra no caso de fertilizantes orgânicos.

Usar o fertilizante errado em relação à fase da planta

Este é um erro que pode prejudicar todo o cultivo. Para comprar e usar o fertilizante certo, você precisa saber qual o nutriente específico que a planta necessita, de acordo com a fase de desenvolvimento. Exemplo mais comum neste caso ocorre principalmente pela falta de atenção e conhecimento sobre a importância do Nitrogênio na fase de crescimento das plantas, bem como a maior necessidade de Fósforo na fase de florescimento. É fundamental que a planta receba estes nutrientes conforme seu estágio e assim evita o risco de perdê-la já no início de seu desenvolvimento ou quando começa a partir para sua etapa mais importante.

Como sempre destacamos, é importante observar o desenvolvimento da planta para ter pistas sobre quais necessidades podem ser supridas a partir do uso de fertilizantes. Recomendamos proceder conforme a tabela abaixo que mostra como fica a folha da planta de acordo com o tipo de nutriente que esteja carente.

Usar o fertilizante em dose errada

Este é provavelmente um dos erros mais comuns. Mas não fica só na dose errada (geralmente para mais) de um tipo de fertilizante. É comum também a planta receber muitos tipos de uma vez, o que acaba por gerar um resultado parecido com o overfert.

Esse erro é cometido porque às vezes o cultivador simplesmente não consegue identificar apenas pela aparência da planta qual problema está ocorrendo. Na falta de maiores informações ou de uma análise mais minuciosa, o mais comum de ocorrer é ele acreditar que esteja faltando fertilizante. E então aplicar mais produtos do que deveria.

Outro problema gerado pelo uso em excesso de fertilizante é o acúmulo de nutrientes que causará no solo. Se isso acontece com sua planta, os resultados são as queimaduras generalizadas nas folhas juntamente com um crescimento lento. Como já explicamos no blog, as pontas e bordas das folhas parecem queimadas (amareladas e marrom) e podem começar a enrolar para cima e a morrer se permanecerem no solo superfertilizado por muito tempo.

Será preciso fazer uma operação de salvamento da planta com um flush, usando bastante água para remover a acumulação tóxica de nutrientes do solo. Certifique-se de deixar toda a água escorrer bem dos vasos. Além do flush, não descarte um transplante para outro vaso com um novo substrato. Isso também pode resolver o problema e recolocar a planta em seu desenvolvimento natural.

Uma dica importante sobre uso de fertilizantes

Para evitar que erros no uso de fertilizantes ocorram, uma dica importante é você ler com bastante atenção as informações que estão nas embalagens dos produtos. Já é praxe entre os principais fabricantes de fertilizantes para cultivo indoor manterem uma linha de produtos complementares uns aos outros. E eles mesmos indicam nas tabelas de fertilização quais produtos devem ser usados em cada época, assim como quais são as dosagens recomendadas.

Saiba mais sobre o assunto.

Comments
  • Márcia Ramos
    Responder

    Bom dia.
    Sou produtora de insumos agroecológicos derivados do húmus e de substâncias isoladas da própria minhoca, assim como biofertilizantes. Achei muito bacana o trabalho da green power, o site e todo o conteúdo que disponibilizam, mas o que me motivou a escrever e cumprimentá-los foi a mensagem do rodapé, que demonstra que trata-se de uma empresa que tem missão e valores que transcendem o meramente comercial, parabéns e muitos êxitos para a empresa e equipe: “A censura num país afeta a liberdade dos indivíduos! As evoluções tecnológicas e as trocas governamentais mudam a educação e criam nichos onde antes não existiam. A presença física de uma loja alternativa fomenta o movimento underground educando as massas, com isso, estar presente físicamente se torna ainda mais é a postura do staff da Green Power, a primeira growshop de Santa Catarina, que teve seu start inicial em 2013, buscando desenvolver o mercado grow em nosso estado, identificando-se com a slogan: Não Compre, PLANTE!!Devemos combater a ignorância! Educação SIM!!”

Deixe um Comentário

Start typing and press Enter to search