PH E CONDUTIVIDADE ELÉTRICA – SAIBA POR QUÊ MEDIR

 Em Dicas de Cultivo

Para quem acaba de iniciar um cultivo indoor pode ser assustador ter que lidar com toda a instalação de equipamentos, dosagem de substratos e, principalmente, saber como, quando e por quê utilizar instrumentos de medição como pHmetros ou medidores de Condutividade Elétrica (EC). Muitos cultivadores, especialmente quem nunca havia plantado nem mesmo um grão de feijão, deixam para segundo plano a aquisição desses instrumentos, que por vezes encarecem o kit de cultivo e podem parecer inúteis ou apenas materiais de laboratório de química. No entanto, esteja ciente que tê-los e saber utilizá-los pode fazer toda a diferença no desenvolvimento de suas plantas. Você não precisa entender de unidades de medida complicadas para saber utilizar um medidor desses, basta ser um observador cuidadoso e ficar atento à resposta de suas plantas.

Entenda por quê usar o medidor de pH

Um medidor de pH mede a acidez da água numa escala de zero a 14. Essa escala não é linear e sim uma escala logarítmica. Por isso, um aumento no valor do pH de 6 para 7 não equivale apenas a “um ponto”, mas sim a um aumento de 10 vezes. Assim, considerando a influência do pH na absorção de nutrientes pelas plantas, esse aumento aparentemente pequeno faz muita diferença. Quando o pH é muito alto ou muito baixo, as raízes não conseguem aproveitar os nutrientes nas proporções adequadas. Geralmente isso vai aparecer na planta como deficiências ou excesso de nutrientes, sendo os sintomas perceptíveis nas pontas das folhas no caso, por exemplo de uma overfert (excesso). O resultado é um crescimento lento, baixo rendimento e, finalmente, a planta pode morrer.

Uma solução seria fornecer às plantas menos nutrientes, mas o resultado seguinte seria, muito provavelmente, o aparecimento de deficiências, pois a grande maioria dos fertilizantes comerciais contém uma vasta gama de nutrientes no mesmo produto, sendo impossível controlar a dosagem de cada um em separado. Assim, a única solução para fugir desse problema é ajustar o pH logo nas primeiras fertilizações e mantê-lo nos padrões corretos. Dessa forma, é improvável que qualquer deficiência ocorra. A planta será capaz de absorver os nutrientes nas proporções corretas e overfert será coisa do passado no seu grow.

Resumindo:

Com o pH errado, metade dos nutrientes recomendados será suficiente para causar uma overfert. Com o pH certo, a dose máxima recomendada de qualquer nutriente fará as plantas crescerem saudáveis ​​e fortes, aproveitando-os ao máximo.

E qual a função do medidor de Condutividade Elétrica (EC)?

Este aparelho é capaz de medir a condutividade elétrica da água, exatamente assim: a água conduz eletricidade pois nela existem diversos íons dissolvidos, os quais possuem cargas elétricas. A água distribuída pelas companhias municipais de abastecimento geralmente contém íons Cl- e H+, além de diversos outros, dependendo do tratamento conferido. No entanto, nem toda a água conduz eletricidade, teoricamente. A água totalmente pura não possui esta propriedade, pois se está totalmente pura não deve haver qualquer tipo de íon nela dissolvido. Porém, é praticamente impossível obter água totalmente pura. Portanto, de acordo com esta explicação, é sabido que quanto mais pura for a água, menor será sua condutividade elétrica.

Sabendo isso, agora podemos passar às implicações da EC no cultivo de plantas.

Quando você adiciona nutrientes à água que vai regar suas plantas, você está dissolvendo íons nessa mistura, pois em contato com a água ocorrem quebras das moléculas dos nutrientes e liberação de íons. Sendo assim, com a adição dos íons e suas cargas elétricas a EC da água vai subir. Então, é fácil notar que podemos utilizar um medidor de EC para medir quanto de nutrientes colocamos na água que irá regar as plantas. Entendeu?

Medir a quantidade exata de nutrientes que devem ser adicionados pode ser difícil se não utilizarmos equipamentos de medição, como balanças, pipetas, etc. Mesmo que você possua esses equipamentos, ainda é possível que a dose de nutrientes recomendada no rótulo do produto seja muito baixa para suas plantas, sendo que seria possível aumentar essa dosagem e assim você obteria melhores resultados em seu cultivo. Usando um medidor de EC juntamente com um medidor de pH é possível medir a dose ideal para suas plantas, sem causar overfert.

Resumindo:

EC é a medida de todos os íons que conduzem eletricidade na solução. Quanto maior for a quantidade de íons presentes na solução água + nutrientes, mais energia elétrica poderá ser conduzida entre esse íons e, por consequência, maior será a EC.

Acompanhar o valor de EC é crucial, pois se a condutividade da água é muito alta, é preciso reduzir a quantidade de fertilizante adicionado ou vice- versa.

Entendendo os valores da condutividade elétrica

A condutividade elétrica de uma solução de nutrientes e água pode ser expressa como Siemens por cm (S/cm) , millisimens por cm (mS/cm) ou Microsimens por cm (μS/cm). A maioria dos medidores portáteis vendidos para hidroponia e cultivo indoor utilizam a medição em μS/cm ou mS/cm. Outros, no entanto, geram o resultado em p.p.m. (partes por milhão), uma unidade de medida mais familiar. Nesse caso o medidor é chamado medidor de TDS, que significa Total de Sólidos Dissolvidos. Mas você não precisa ser um químico para entender melhor como fazer a leitura dos valores em seu medidor. É necessário apenas observar qual dessas unidades de medida é adotada no seu medidor.

Sabendo que o valor de EC mais utilizado como padrão em cultivo indoor é entre 1,0 e 2,0 mS/cm, é importante saber como converter os valores para uma correta leitura dos resultados:

Como faço para converter leituras em ppm e leituras de EC em μS/cm e mS/cm

Caso seu medidor de EC esteja indicando resultados em μS/cm, você pode facilmente converter esse valor para mS/cm, para assim entender melhor se sua água está próxima do padrão adotado em cultivo indoor. Veja como:

A unidade mS (mili-Siemens) é 1000 vezes maior que μS (micro-Siemens). Assim:

1 mS = 1.000 μS

Portanto, supondo que a leitura do seu medidor de EC em μS seja de 1550, o resultado equivalente em mS será de 1,550, ou seja a solução de água estaria própria para o uso em suas plantas.

Assim, para converter a leitura do seu medidor em μS para mS, basta dividir o valor indicado no display do medidor por 1000.

Caso você esteja utilizando um medidor que gere a leitura em p.p.m. é fácil converter o valor para mS/cm:

Para obter um valor de EC a partir de um medidor em ppm, multiplique a leitura ppm por 2 e divida por 1000.

Se o medidor estiver indicando 500 ppm:

500 * 2/1000 = 1 mS/cm (EC)

Da mesma forma, é possível fazer o processo inverso:

Se a EC é 1,0 mS/cm, então 1 * 1000/2 = 500 ppm.

É bom lembrar que os valores de ppm são sempre aproximados, uma vez que os equipamentos diferem na forma como analisam a condutividade das cargas elétricas pelos sais dissolvidos, dependendo do fabricante.

Monitorando o valor da EC

Para saber se você está usando muito ou pouco fertilizante, é preciso monitorar o valor da EC da solução de água + nutrientes. Partindo, por exemplo, de uma solução com concentração de 1,0, é preciso avaliar no dia seguinte à rega se o valor de EC aumentou ou diminuiu. Supondo que após a rega a leitura da água seja de 1,4 , isto significa que a solução inicial estava muito concentrada, ou seja, é preciso dissolver a quantidade de nutrientes adicionado com a adição de mais água. Se no dia seguinte o valor da EC estiver 0,7, por exemplo, a planta absorveu os nutrientes mais rapidamente do que a água. Portanto, pode-se aumentar a quantidade de nutrientes.

Isso mostra que a planta por si só nos diz o que ela precisa! Não existe um valor correto de EC a ser seguido. É preciso observar a resposta da planta e adequar a fertilização de de acordo com cada jardim.

Dicas Gerais

O pH ideal para brotar as sementes deve ser de 6,4, o mesmo para enraizar os clones. Assim, meça o valor do pH da água que está sendo utilizada na imersão da lã de rocha, caso esteja utilizando esse meio para a germinação ou clonagem. À medida que as semanas passam, baixe lentamente o pH até que esteja em torno de 6,0 durante o último mês de floração. Isso vai permitir que as plantas absorvam os nutrientes necessários para cada fase de crescimento no momento certo.

Da mesma forma, a EC deve ser de 1,0 mS/cm quando da germinação das sementes ou enraizamento dos clones. Lentamente, pode-se elevar o valor de EC para 2,0 nas últimas quatro semanas de floração.

Tenha sempre produtos específicos para regular o pH, Reguladores pH power são indispensáveis. O ajuste do pH pode ser por vezes uma tarefa difícil, pois a escala de valores é logarítmica. Em termos práticos, isso significa que você precisará de quantidades muito pequenas de reguladores de pH para baixar ou elevar seu valor.

Mantenha seus medidores em uso frequente ou recalibre-os antes de usar caso estejam parados por algum tempo. Sempre guarde-os limpos e siga as instruções do fabricante para armazenagem.

Não use o medidor de EC sem também medir e ajustar o pH. Se você usar apenas o medidor de EC a chance de matar suas plantas por excesso de fertilização é grande. Você pode, no entanto, utilizar um medidor de pH sem um medidor de EC, desde que siga corretamente a recomendação de fertilização do rótulo dos produtos. Mesmo assim, recomenda-se iniciar com uma quantidade menor e ir aumentando gradativamente.

Bons Cultivos!

E-book: Faça o download gratuito.

Start typing and press Enter to search