Perlita – Benefícios na Jardinagem

 Em Dicas de Cultivo, Dicas Green Power

Muito utilizadas na composição de substratos especiais para cultivo de plantas, a perlita e a vermiculita são dois componentes importantes no cultivo indoor, cada uma exercendo sua função no substrato. Com sua aparência de isopor, a perlita é um mineral apresentado comercialmente como minúsculas e arredondadas esferas brancas. Assim como a vermiculita, é um aditivo não-orgânico usado para arejar e auxiliar na manutenção da umidade do substrato/solo, tanto em cultivo indoor como  também em canteiros e vasos de exterior. Muitos confundem-nas, embora a vermiculita tenha maior poder de retenção de água mas em compensação tem menor poder de aeração, portanto esses dois componentes nem sempre são intercambiáveis​​.

O que é Perlita?

Perlita é uma rocha, mais especificamente um mineral do grupo da sílica. Para se chegar a aparência de pequenas esferas de isopor, a perlita sofre um processo térmico e o que era inicialmente um material de elevada dureza torna-se uma espécie de bola de cortiça, mas na verdade trata-se de um composto mineral e não orgânico.

Inicialmente seu uso destinava-se à construção civil, para a composição de argamassas leves, mas logo foi descoberta pela jardinagem, especialmente por sua versatilidade, sendo um material totalmente inerte e portanto livre qualquer contaminante, fungos, insetos ou outras sementes que poderiam prejudicar os cultivos. A perlita é inerte, leve, não absorve água em demasia e se mantém inalterada ao longo do tempo.

A perlita provém de minerais vulcânicos aquecidos a temperaturas em torno de 800 a 900 graus C°. Altas temperaturas fazem com que as partículas se expandam em até 13 vezes seu tamanho original, resultando em um material extremamente leve com a aparência de pipoca estourada ou isopor. O produto final desse processo pesa apenas de 6 a 10 kg por metro cúbico. A perlita super-aquecida é composta de minúsculos compartimentos de ar, sendo possível observar sua alta porosidade em aumento no microscópio, com sua aparência de aglomerado de células. Esses poros são responsáveis pela ótima aeração do solo que a perlita confere, facilitando o crescimento das raízes.

Função e benefícios da perlita na jardinagem

As raízes precisam respirar e isso é impossível em uma terra compactada, de modo que a mistura de perlita fornece aeração necessária devido a alta porosidade desse material. Enquanto a vermiculita possui uma alta capacidade de retenção de água e vai liberando esta umidade à medida que o substrato estiver seco, a perlita apenas retém água em sua superfície e não prejudica a manutenção da umidade, contribuindo ainda mais para que as raízes tenham aporte necessário de água e oxigênio.

Além dos benefícios já citados, a perlita contribui ainda melhorando a irradiação da luz para as plantas. Devido à sua intensa cor branca, ela tem a capacidade de refletir a luz, sendo um componente extra de irradiação principalmente para as folhas mais próximas do solo, onde a iluminação geralmente fica prejudicada. Durante períodos de calor intenso, uma camada de perlita na superfície do substrato também evita o superaquecimento deste, auxiliando no controle da evaporação da água. Além disso, o efeito de reflexão da luz também repele certos insetos e ácaros, contribuindo para a defesa da planta. A camada superficial de perlita no solo também pode impedir o crescimento de ervas daninhas.

Formas de Uso

Embora ambos perlita e vermiculita ajudem na retenção de água, a perlita é mais porosa e tende a permitir que a água escorra muito mais facilmente em comparação com o uso de vermiculita.  Sendo assim, a perlita é um meio mais adequado para solos utilizados com plantas que não necessitam de umidade, como cactos, ou para plantas exigentes de solos bem drenados.

A perlita é usada em misturas de solo/substrato para melhorar a aeração, evitar a compactação e modificar a estrutura do solo, mantendo-o solto e bem drenado. Uma mistura padrão utilizando de 25 a 30% de perlita, associado uma parte de terra e outra de parte de turfa é ideal para a maioria dos cultivos de plantas em geral, promovendo uma ótima oxigenação das zona de raízes.

Alguns cultivadores utilizam meios de perlita pura, sendo estes os chamados substratos totalmente inertes. Nesse caso, a regulação do pH e da condutividade elétrica deve ser aferida com extrema precisão, sendo que esta técnica deve ser utilizada somente por jardineiros experientes, uma vez que todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento da planta precisarão ser adicionados ao meio.

A perlita também é um ótimo meio para o enraizamento de estacas e para a produção de clones, pois promove e facilita a formação de raízes de forma muito mais eficaz em comparação com outros substratos contendo solo ou terra.

Perlita e Meio Ambiente

A perlita expandida é um mineral natural, sem tratamento químico ou aditivos. Durante a sua transformação não gera resíduos e não há a incorporação de elementos indesejáveis. Uma vez utilizada, a perlita é totalmente reciclável, o que é uma grande vantagem comparativa em relação a outros materiais de uso agrícola. Sua alta durabilidade e consistência ajudam a minimizar qualquer produção de resíduos.

Outros usos de perlita incluem a construção civil, sendo útil em rebocos e como isolante. Também é usada na indústria farmacêutica e para filtragem de água em piscinas e estações de tratamento, bem como abrasivos em polidores, produtos de limpeza e sabonetes.

fonte: Gardening Know How

E-book: Faça o download gratuito.

Deixe um Comentário

Start typing and press Enter to search