O Dia da Tesourada

 Em Dicas de Cultivo

Saiba o momento exato de cortar sua planta

 

No cultivo indoor, não há nada mais importante do que acertar o dia da colheita. Por melhor que seja a variedade ou por mais capricho que você tenha durante o cultivo, se você falhar na escolha do momento ideal do corte, tudo estará perdido. Por isso, confira este guia completo sobre o tema e não perca a hora!

 

O momento ideal para cortar sua planta está pouco depois de quando começam a secar os pelos (o termo correto é pistilos) e muito antes de que todos estejam secos. Via de regra, o momento certo é quando pode-se notar que metade dos pelos das flores estão secos. No entanto, pessoas diferentes irão notar a secagem dos pistilos ou pelos de formas diferentes, sendo que acertar a proporção de 50% é questão de treino de observação.

 

Normalmente os pistilos não secam todos de uma vez, mas tão logo nota-se que começaram a secar então é hora de preparar as tesouras. O corte tardio da planta resultará na degradação dos compostos ativos presentes na resina e, quanto mais tardar o corte, menor será o sabor final de sua colheita. Um cultivo de plantas exemplares pode cair por terra completamente apenas pelo atraso no momento do corte. É preciso lembrar que as plantas continuarão a madurar após serem cortadas e também quando estiverem curando, apesar de que neste último a maturação será bem mais lenta. Por isso, cortar depois do tempo é um erro muito mais fatal do que cortar antes da hora certa.

 

o dia da tesourada_tricomas

Tricomas vistos em lupa/microscópio

É possível ler internet afora que o momento exato de cortar é quando observa-se uma determinada porcentagem de tricomas secos, brancos e tricomas de cor âmbar. Muitos utilizam microscópios e equipamentos refinados na tentativa de acertar em cheio no complicado cálculo dessas porcentagem. Mas a verdade é que esta teoria dos tricomas nada mais é do que uma confusão com a observação dos pelos (pistilos) secos.

 

o dia da tesourada_tricomas vs pistilos

Aqui é importante saber a diferença entre ambos: os tricomas estas estruturas minúsculas em forma de cogumelos, visíveis apenas ao microscópio ou lupas e os pistilos (ou pelos) são as estruturas macroscópicas, ou seja, visíveis a olho nú, que estão presentes em cada flor feminina. Os tricomas são estruturas presentes majoritariamente nas folhas e os pistilos (ou pelos) são estruturas das flores. Veja as figuras que ilustram esse post.

 

O que ocorre na verdade é que os primeiros tricomas começam a mudar para a cor âmbar justamente no momento certo de cortar a planta mas, para um cultivador que segue a regra das porcentagens, faltaria de 1 a 3 semanas para o corte, ou seja, estes cultivadores sempre irão perder de 1 a 3 semanas de resina maturada de excelente qualidade.

 

Outra crença é que, assim que páram de crescer novos pelos, deve-se aguardar mais alguns dias, pois as flores começarão a inchar e engordarão a colheita. Mas a verdade é que, uma vez que cessa o surgimento de novos pelos as flores não irão mais ganhar tamanho e massa útil. O que ocorre de fato é que quando os pelos começam a secar as flores engordam e incham, como se houvesse sementes em seu interior, mas na verdade estão enchendo-se de ar. Neste falso engorde não saem mais novos tricomas e os que já existem apenas perdem qualidade.

 

Assim, cortar as plantas no momento exato da maturação lhe garantirá o melhor em potência, sabor e aroma de suas ervas. E para conseguir isso não é preciso muito mais do que treinar a observação. Além do mais, quanto mais cedo cortar suas plantas, menor será o risco de que alguma eventual praga ou fungo ataque sua colheita no final.


Fonte: Jornal Soft Secrets, maio/junho 2014 – Uruguai

Start typing and press Enter to search