Germinação: confira dicas para não errar nesta fase do cultivo

 Em Dicas de Cultivo, Dicas Green Power

Conheça o passo a passo para germinar as sementes corretamente e evitar problemas no seu cultivo

Na natureza o processo de germinação ocorre de maneira espontânea. A semente cai e fica dormente até que as condições de temperatura e umidade sejam favoráveis para começar a abrir. Mas como esse procedimento pode ser feito fora do ambiente natural?

Antes de mais nada, é essencial que você avalie a procedência das sementes que serão usadas. Busque variedades que se adaptem bem ao clima e objetivo final do cultivo, tanto em termos de quantidade como qualidade. Além disso, utilize sementes feminizadas e evite ao máximo o uso de sementes de prensado. 

Passo a passo para fazer a germinação corretamente

Além da qualidade e da procedência, existem outros fatores que são determinantes para que a germinação ocorra da maneira correta, como luz, pH e temperatura da água.  

A planta germina melhor em ambientes com temperatura entre 22°C e 25°C e muita umidade – já que ficam submersas em água e no escuro. Dito isso, é importante que você siga alguns procedimentos e instruções para obter resultados satisfatórios no cultivo. 

Pensando nisso, os quatro passos para realizar a germinação corretamente são: 

1º Passo: Quebre a dormência da semente – coloque a semente na água para hidratar antes que ela comece a desenvolver.  Para fazer esse processo, o grower deverá contar com um copo com água com pH entre 6 e 6,5 e temperatura de 23°C, além de um medidor de pH e termômetro para a água. O copo deve permanecer no escuro até o plantio.

 2º Passo: Aguarde de três a 10 dias para que a semente comece a abrir e colocar a pontinha da raiz branca para fora. Caso a água fique turva ou apresente fungos em torno das sementes, ela deve ser trocada. 

3º Passo: Depois que a ponta da raiz aparecer, retire a semente da água e coloque no substrato, com a ponta da raiz para baixo e enterrando cerca de 0,5cm. Alguns growers ainda colocam as sementes em um papel toalha molhado no escuro até que a raiz fique maior e mais forte com a justificativa de que o procedimento garante o enraizamento do broto.

Para realizar a primeira parte do processo explicado, você vai necessitar de uma pinça para manejar as sementes, vasos e substratos. Já para usar a técnica do papel toalha, o grower necessita de uma bandeja de plástico rasa.

4º Passo: O brotamento da semente deve ocorrer de três a sete dias após a transferência para o substrato. As principais causas para que o brotamento não aconteça dentro desse período, vão desde o solo ser inadequado, água com cloro e, até mesmo, ataque de pragas que inviabilizam a raiz. Se isso ocorrer, é necessário realizar toda a fase de germinação novamente, como outra semente e modificando a água e o substrato utilizado. 

Alguns growers também usam o método de células de germinação. Nessa técnica, os substratos ficam compactados em forma de cubo ou barril, que são hidratados junto com a semente para formar a base das primeiras raízes. Tudo isso é feito antes de realizar o plantio no vaso. 

As células podem ser colocadas em uma bandeja de germinação com tampa e devem permanecer no escuro para manter a umidade até o brotamento. Após isso, é só colocar a célula com o broto e plantar diretamente no vaso. 

Principais cuidados para não errar na fase de germinação

O primeiro cuidado é com o volume de cloro na água. A água da torneira costuma conter uma quantidade de cloro acima do ideal, podendo matar a semente. Para evitar esse problema, é recomendado deixar a água em uma bacia destampada de um dia para outro. Dessa maneira, o cloro vai evaporar.  

Outra opção é captar a água da chuva ou do ar-condicionado, que são excelentes para a rega. Além das sugestões que citamos, procure ter cuidado nos seguintes procedimentos: 

– Use copos de vidro limpos;

– Utilize luvas para manusear as sementes, pois o toque direto com as mãos pode passar fungos e prejudicar a germinação;

– Verifique as sementes todos os dias para acompanhar o processo. O tempo de germinação de uma para outra pode variar, por isso não espere que todas realizem o processo no decorrer do mesmo período; 

– Não tenha pressa para fazer o plantio! Espere a raiz sair por pelo menos um centímetro antes de realizar o procedimento;

– Seja cauteloso! Não encoste a pinça na raiz, pegue pelas laterais;

– Coloque a semente com a ponta da raiz voltada para baixo no substrato;

– Não tente desgrudar os cotilédones das cascas das sementes para não comprometer a estrutura do broto.

Dica do grower: Não use enraizador para germinar as sementes. Além de ser desnecessário, pode afetar o equilíbrio na química da germinação natural. Os fertilizantes utilizados após o brotamento devem ser específicos para o enraizamento e usados somente para os primeiros sete dias. Esses fertilizantes não devem ser os mesmos da fase vegetativa. 

Quer conferir mais informações sobre todas as etapas do cultivo? Aproveite para baixar o “Infográfico: Cronologia do grow saudável”  para saber todos os detalhes.

Start typing and press Enter to search