Como escolher os equipamentos certos para exaustão e ventilação

 Em Dicas de Cultivo, Dicas Green Power

A soma de muitos itens e fatores influencia diretamente ou indiretamente no sucesso de um cultivo. A lista é grande e certamente a escolha dos equipamentos de exaustão e  ventilação faz parte dela.

Quer saber por quê?

Exaustor é item essencial no cultivo porque sem ele as plantas morreriam sufocadas dentro da estufa. É o equipamento que ajuda a renovar o ar dentro da estufa. Isso é necessário porque as plantas estão constantemente fazendo suas trocas gasosas, absorvendo gás Carbônico (CO2) e liberando Oxigênio (O2). E com o exaustor ativado, o ar rico em CO2 pode sair da estufa e o ar fresco, rico em O2, consegue entrar, beneficiando o desenvolvimento da planta.

Já o ventilador, obviamente, ajuda na circulação do ar já renovado pelo exaustor. Sem o cuidado com a ventilação, o risco da planta sofrer com as altas temperaturas aumenta e prejudica ainda a circulação de ar, que deve ser maior e mais rápida nos dias quentes de verão.

Para você acertar na compra dos equipamentos, preparamos uma lista com tudo o  que você precisa observar em relação à exaustão e ventilação. Confira.

1 – Para começar, observe o comportamento de clima local onde você reside. Faz calor? O ar é seco ou úmido? Também observe o tamanho do seu grow. Clima x tamanho são as  variáveis principais para a escolha dos equipamentos de exaustão e ventilação.

2 – Quando o clima é quente e o cultivador resolve investir num espaço grande, como um quarto, despensa ou um cômodo inteiro, é necessário equipamentos mais robustos (como os exaustores centrífugos). Eles darão conta de renovar o ar de todo o volume do espaço ocupado pelo cultivo. Em épocas de muito calor pode ser necessário investir até em um ar condicionado.

3 – Para um cultivo menor, que pode ser uma estufa pequena ou média, você pode comprar um exaustor em linha (ou linear), por exemplo. Neste caso, se estiver numa localidade com clima muito quente ou úmido ou se estiver cultivando numa estufa grande, talvez seja preciso instalar um segundo exaustor na estufa. Para facilitar a entrada de ar fresco no grow, uma das alternativas é fazer o sistema funcionar de modo que um exaustor jogue o ar para fora, enquanto o outro equipamento instalado faz o caminho inverso.

4 – Outra dica importante é observar qual a vazão do equipamento de exaustão. A vazão diz quantos metros cúbicos de ar por hora o exaustor é capaz de processar. Sabendo quais as dimensões do espaço de cultivo (altura x lados do cômodo/estufa), é possível saber, fazendo um cálculo simples, qual exaustor dará conta de renovar o ar ali dentro. Veja o exemplo:

Usa uma estufa Dark Box 120, com tamanho de 120x120x200cm, tem 2,88m3 de volume. Optando por um exaustor linear 150mm, teremos um equipamento com vazão de 160m3/h. Então, esse modelo seria mais do que suficiente para renovar o ar dessa estufa cerca de 55 vezes por hora (160/2,88=55,55).

Importante destacar que a instalação de um exaustor não elimina a necessidade de um ventilador. São funções diferentes mas complementares. O ventilador serve para que o ar circule dentro do grow, imitando as condições naturais de vento que a planta encontraria se estivesse crescendo ao ar livre.

Outra vantagem do ventilador é que a força do vento nas plantas faz com que elas cresçam com caules mais vigorosos, investindo na própria sustentação. É uma tentativa de evitar que sejam quebradas ou derrubadas pelas condições do vento, tal como ocorreria na natureza.

Mas será que todos os exaustores são iguais? E os ventiladores podem ser de qualquer tipo?

Os exaustores mais simples são modelos em linha (ou linear) que são cilíndricos e encaixam dentro dos dutos e/ou colarinhos do mesmo diâmetro. Existem ainda os exaustores turbo que são parecidos com os lineares, mas são mais potentes e geralmente tem vazão bem maior. Tem também os exaustores centrífugos, que são indicados para ambientes maiores e cômodos fechados.

Os ventiladores podem ser de qualquer tipo. Podem ser, inclusive os de uso doméstico. Mas como esses modelos acabam ocupando um espaço valioso dentro de uma estufa, recomenda-se os chamados mini-ventiladores. São aqueles que já vêm com um clipe ou pegador que pode ser acoplado facilmente numa das hastes da estufa.

No momento da compra dos equipamentos, observe:

1 – A vazão do equipamento comparando com o tamanho do cultivo.

2 – A voltagem dos equipamentos. Mesmo os modelos de fácil instalação, como os exaustores lineares bivolt, pedem muita atenção na hora de instalar. Muito importante observar a correta ligação da fiação de acordo com as cores indicadas no rótulo que acompanha o produto.

3 – Para funcionar, o exaustor precisa ainda de dutos e peças de ligação. Você deve ter as informações sobre o local de instalação já definido para saber quantos metros precisará para levar o ar extraído pelo exaustor até a saída para fora do cultivo. O ideal é sempre reduzir ao máximo a distância entre o ponto onde ficará o exaustor e a saída de ar.

4 – Existem peças de conexão que podem facilitar muito a instalação do sistema. Se você tem um ponto de saída de ar maior do que o diâmetro do exaustor necessário para aquele ambiente, pode adquirir os redutores de duto, que servem para acoplar dutos, colarinhos, exaustores e tubos entre si, mesmo que as junções sejam de diâmetros diferentes. Exemplo: Redutor de 150 para 100mm, poderia ser usado para acoplar um exaustor com saída 100mm a um duto de 150mm.

Veja os equipamentos de exaustão e ventilação à venda na Green Power.

Confira outros produtos acessórios:

Redutor de Duto de 150 para 100 mm de Alumínio

Redutor de Duto de 150 para 125mm de Alumínio

Redutor de Duto de 125 para 100mm de Plastico

Duto Aluminizado Isolamento Acústico 100 ou 150mm

Abraçadeira de metal 100, 125 ou 150 mm

Fita aluminizada para isolamento térmico 48×50

Dica extra sobre exaustão e ventilação

Na hora da compra do exaustor, você já pode providenciar também um filtro de carvão. Trata-se de um acessório importante no processo de exaustão por ser revestido em manta fibrosa que auxilia na retenção de partículas voláteis que carregam odores gerados pelas plantas. As moléculas voláteis que carregam impurezas ficam aprisionadas pelo filtro, e não atravessam para o exterior. O uso do filtro pode ser prolongado durante todo o cultivo, pode ser instalado dentro ou fora da estufa, fazendo-se as devidas conexões com dutos e ligamentos.

 

Start typing and press Enter to search