7 principais diferenças entre cultivo indoor e cultivo outdoor

 Em Dicas de Cultivo, Dicas Green Power

Quando você decidir iniciar seu próprio cultivo, tem a opção de escolher entre cultivo indoor e cultivo outdoor. Tudo vai depender do espaço que você possui para montar seu grow. E também da produção que deseja alcançar. Para tomar a decisão entre um e outro tipo é importante saber que as diferenças entre o cultivo indoor e cultivo outdoor vão além do fato do primeiro ser feito em ambiente fechado e do segundo ser ao ar livre.

Saber dos diferenciais ajuda a compreender quais demandas, cuidados e rotinas devem ser observados por você quando iniciar o planejamento do cultivo. Isso também ajuda a medir quais as vantagens e desvantagens de cada um, tendo como parâmetro suas próprias expectativas e o resultado que espera obter.

Confira as 7 principais diferenças entre cultivo indoor e cultivo outdoor

O espaço e o tamanho

Como é no cultivo indoor – O espaço físico (tamanho do quarto, modelo da estufa, varanda, entre outros) é um fator limitante no cultivo indoor. É o que irá definir qual será o volume de produção que você poderá alcançar.

Como é no cultivo outdoor Espaço físico não é um impeditivo no cultivo outdoor, mas a escolha do espaço onde as plantas serão colocadas leva em conta a posição da luz natural. Este é um fator limitante. Por isso, escolha o local onde o Sol bate por mais horas durante o dia. Isso é importante, por exemplo, na fase de crescimento, quando a planta precisa de 18h de exposição à luz por dia.

A influência do clima

Como é no cultivo indoor – A influência é menor porque no indoor é possível otimizar as condições para o crescimento e desenvolvimento das plantas.

Como é no cultivo outdoor A influência do clima é obviamente maior por se tratar de um cultivo ao ar livre. Isso exige mais atenção do dono do cultivo. É preciso observar as estações do ano, plantar na melhor época e tomar as medidas necessárias a cada virada no tempo para evitar que a planta sofra com mudanças climáticas. Este talvez seja o item mais desafiador e o que exige maior atenção ao optar pelo cultivo outdoor.

A influência da iluminação

Como é no cultivo indoor – Uma das grandes vantagens do cultivo indoor é a possibilidade de controlar a iluminação do grow. Escolhendo as lâmpadas certas entre as de LED e as de Vapor, levando em conta as vantagens e o custo-benefício, você consegue influenciar decisivamente para uma colheita com resultados positivos.

Como é no cultivo outdoor A iluminação natural, conforme a posição do Sol, influencia diretamente no tempo de cultivo. Ou seja, no outdoor, por depender da luz natural, você irá levar mais tempo para fazer a colheita. Neste caso, não há muito o fazer a não ser ter paciência, compreender esta característica do cultivo outdoor e aproveitar ao máximo os períodos com dias mais longos.

O controle do ambiente (umidade, calor, ventilação, CO2…)

Como é no cultivo indoor – O resultado de um cultivo sofre a influência de diferentes fatores. No caso do indoor, as possibilidade de controle destes fatores são maiores, podendo chegar a níveis capazes de otimizar o processo a medida que se adquire maior experiência como cultivador.

Como é no cultivo outdoor – Diferente do indoor, no cultivo outdoor há menos possibilidade de controle do ambiente, afinal este é determinado pelas condições climáticas e não pelo cultivador. Mas isso pode ser compensado pela escolha certa da época para plantar, desde que sejam observados os ciclos da natureza e as mudanças nas estações. Vale estar atento também para itens como a escolha do local onde o cultivo será colocado. Evite lugares muito úmidos por causa do risco de surgimento e proliferação de pragas e fungos.

O combate pragas e fungos

Como é no cultivo indoor – Não é porque está em um ambiente fechado que o cultivo indoor fica livre do surgimento de pragas e fungos. Todos os casos exigem cuidados, mas no cultivo indoor torna-se mais fácil fazer o controle e prevenção do ataque das pragas.

Como é cultivo outdoor – No cultivo outdoor, o combate exige mais cuidados. Como destacado no item sobre o controle do ambiente, a prevenção já começa na escolha do local do cultivo. Descarte lugares úmidos e prefira locais secos para evitar que as pragas e fungos surjam e coloquem seu cultivo em risco.

Os tipos de vasos

Como é no cultivo indoor – Como a Green Power já destacou a escolha do vaso leva em conta o tamanho e o material com que ele é feito. No indoor, pode-se usar o de barro, mas é inconveniente. Vasos de plástico são uma opção também, no entanto, o mais indicado é o vaso de feltro por contribuir para um desenvolvimento melhor da planta, especialmente por sua característica de permitir a aeração das raízes.

Como é no cultivo outdoor – Para o cultivo outdoor, os vaso de feltro e de barro podem ser considerados como as melhores opções. O de plástico não costumam ser muito indicados por causa da exposição prolongada ao Sol. Isso ressaca o material plástico e eles tornam-se quebradiços. Além disso, esse tipo de vaso pode aquecer muito e prejudicar o desenvolvimento das raízes.

O tempo de duração do cultivo

Como é no cultivo indoor – Aqui está a diferença mais significativa e que pode ser decisiva para a escolha sobre qual tipo de cultivo. Para quem quer resultados a curto prazo, o tempo de duração do cultivo indoor é menor e a colheita pode ocorrer em até 3 meses.

Como é no cultivo outdoor – No caso do outdoor, o tempo de duração do cultivo é maior. A colheita poderá ser feita em no mínimo 6 meses, mas isso irá depender da localização geográfica.

 

A partir das diferenças entre cultivo indoor e cultivo outdoor, o tempo menor até a colheita pode ser considerado uma vantagem do cultivo feito em ambiente fechado. No caso do cultivo outdoor, a vantagem pode estar na maior possibilidade de expansão por causa do maior espaço físico.

Em relação à qualidade da planta, não há diferenças entre cultivo indoor e cultivo outdoor. O resultado final será consequência dos cuidados que você, como cultivador, dedicará ao grow, mantendo a fertilização e toda a rotina de manutenção.

O que não muda

Apesar das diferenças, os cultivos indoor e outdoor podem ser complementares. Na etapa de florescimento, o cultivo pode ser outdoor, com uso de luz natural. Para o crescimento vegetativo, pode-se transferir a planta para uma estufa, usando iluminação artificial.

Importante destacar que o que não muda é a necessidade de manter uma rotina de manutenção. Deve ser uma prática válida para ambos os tipos até porque a frequência das atividades de manutenção tem mais relação com a fase da planta do que pelo tipo de cultivo. O mesmo vale para a discrição em relação ao local para a instalação do grow.

Da mesma forma, o uso de fertilizantes geralmente segue o mesmo padrão e o cliente da Green Power pode comprar os mesmos insumos independentemente do tipo de cultivo. Para o caso do cultivo outdoor quando é feito o plantio na terra, diretamente no solo e não em vasos, é importante observar a composição do solo. A dica é cuidar para que seja bem aerado e bem drenado. Deve-se verificar também para saber se não há necessidade de adicionar substratos em conjunto com o próprio solo, caso este seja argiloso e compactado.

Quer saber mais sobre cultivo indoor e cultivo outdoor? Consulte a Green Power para saber tudo o que você precisa para montar e manter seu cultivo!

Start typing and press Enter to search